top of page
DJI_0160.JPG

há 36 anos transformando vidas

A história da Associação dos Deficientes Físicos de Poços de Caldas, começou com um toque de amor ao próximo e floresceu graças ao laço especial entre mães e filhos. Em 05 de junho de 1987, quando um grupo de jovens ligados à Igreja decidiu abraçar a causa das pessoas com deficiência na cidade, algo inédito na época. Há quase duas décadas, mães uniram-se em um abaixo-assinado com 27.000 assinaturas para exigir um centro de reabilitação de qualidade em Poços de Caldas. A ADEFIP cresceu desde então, oferecendo serviços gratuitos em saúde, educação e assistência social para a comunidade regional.

Com uma direção voluntária dedicada e 86 colaboradores engajados, a ADEFIP se esforça diariamente para realizar cerca de 5.000 atendimentos por mês, atendendo bebês, crianças, jovens, adultos e idosos com deficiência física, promovendo reabilitação e capacitação com qualidade, respeito e excelência, sempre mantendo o compromisso social de transformar vidas. Assim, a ADEFIP, nascida do amor, trabalha incansavelmente para construir uma sociedade mais inclusiva e justa, formandos indivíduos que reconhecem que são as diferenças que nos tornam verdadeiramente humanos.

Palavra da
Presidente

A magia da vida é acreditar que nossos sonhos podem mudar tudo ao nosso redor.

IMG_6663.jpg

     Sou Ana Paula Gonçalves Tranche, bancária, formada em Magistério, graduada em Processos Gerenciais, duas MBAs, em Gestão de Pessoas e Terceiro Setor, mas sem dúvida, não foi o meu currículo que me fez chegar até aqui. O meu maior incentivador foi um menininho na cadeira de rodas chamado Gustavo José Gonçalves Tranche, meu filho, que me ensinou a transformar a dor em amor.
   No início eu me perguntava: por quê? Mas em pouco tempo passei a perguntar: para quê?
  As experiências que vivi até aqui como mãe atípica e gestora, me transformaram. Não foi fácil. Os recursos e as informações eram escassos. O terceiro setor tem particularidades que a maioria dos gráficos e ferramentas que encontrei não previam. Por isso adaptei, movi forças e muitas vezes criei soluções do zero para chegar ao objetivo.
    Nesta jornada, percebi que a maior dificuldade do Terceiro Setor era a falta de profissionalização. Então passei a olhar para ADEFIP como uma empresa, mas sem perder a sua essência. A ADEFIP é uma empresa que transforma vidas para melhor, que transforma a sociedade; por isso deve ser tratada com a seriedade e compromisso. 
     A ADEFIP é um lugar de esperança por qualidade de vida, por acolhimento e administrar a ADEFIP é uma das maiores paixões de minha vida! Sou muito grata e feliz por ter conseguido trazer a ADEFIP neste lugar que ela ocupa hoje, um lugar de respeito, de profissionalismo, de essência, de transformação, reconhecimentos e premiações, sem nunca esquecer que a razão de ser da ADEFIP são os nossos atendidos.

      Na luta pela inclusão da pessoa com deficiência física na saúde, na educação, no convívio social e no mundo do trabalho, me tornei representante de uma causa e por consequência, uma gestora no terceiro setor.
     De bancária bem sucedida, me descobri mãe atípica e, mais do que isso, encontrei uma causa pela qual lutar. Hoje, parto da premissa de que onde há uma causa, há um projeto a ser desenvolvido e metas a serem atingidas.

 

Sonhar move, mas é a ação que transforma.

 

Ana Paula Tranche
Presidente Voluntária ADEFIP

Seja Voluntário.png
bottom of page